Respire melhor

Controlar a respiração e conseguir manter o fôlego até o final do treino ou prova parece missão impossível para você? Acredite, o corpo é capaz de adaptar a entrada de oxigénio com a necessidade da actividade física.

A respiração é a fonte do corredor. O que move o atleta para frente é a troca gasosa realizada no seu metabolismo, ou seja, captar oxigénio do ar e distribuí-lo pelo corpo, principalmente para as musculaturas das pernas, que são as mais solicitadas".

Além disso, é o oxigénio que permite a oxidação do hidrato de carbono e da gordura, produzindo energia suficiente para o corpo se deslocar".

*Pelo nariz ou pela boca? Aquela regra de inspirar pelo nariz e expirar pela boca não é absoluta quando o assunto é corrida.

"Esse tipo de respiração funciona bem em actividades relaxantes, como alongamento e yoga, por exemplo. Mas em ritmos mais acelerados, o organismo necessita de mais energia e, consequentemente, de oxigénio.

"O tipo de respiração mais básica da corrida é inspirar pela boca e soltar pelo nariz, mas pode-se respirar pelos dois orifícios também". Mas será que captar o ar pela boca não causa dor no baço?

"A causa dessa pontada que sentimos do lado está mais associada com a perda na cadência da respiração do que com o orifício pelo qual se inspira.

Por isso, é importante manter o ritmo". "Essa dor aparece quando o diafragma, que é o músculo que controla o movimento da respiração, trabalha de maneira brusca ou muito intensa".

A ideia é controlar a respiração e não forçá-la. O jeito certo de respirar é aquele que dê conforto para a prática de corrida. "A demanda de oxigénio aumenta à medida que a intensidade do esforço também cresce.

Para isso, aumentamos a nossa frequência respiratória e, neste momento, o importante é deixar a respiração fluir e permitir que a boca compartilhe da captura de ar do ambiente com o nariz".

A essa técnica de deixar a respiração ao natural é importante para permitir que o corredor fique atento e conheça melhor o seu tipo de respiração.

"Se o atleta conhece o tipo de respiração mais confortável para ele, só precisa se preocupar em alinhar o ritmo para que o corpo funcione em um mesmo compasso.

Fonte: www.sportlife.com.pt